Please reload

Posts Recentes

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Em Destaque

5 Dicas para Melhorar a Vida de Expatriados

February 8, 2018

Segundo o dicionário Aurélio, expatriado é o indivíduo que foi alvo de expatriação; quem se expatriou; pessoa que foi obrigada ou não a viver fora de seu país. A situação depende das razões da mudança, do tempo de duração da expatriação, além das características do país em que vai morar. Somos únicos e cada caso é um caso.

 

Em 30 de dezembro de 2016, chegava de mudança com minha família no Reino Unido.  Em pleno inverno, precisávamos focar nas necessidades básicas de adaptação: alimentação, moradia, transporte, se manter aquecido… Internet! Enquanto tudo se encaixava, aproveitávamos e, ainda aproveitamos, sempre que possível a facilidade de fazer turismo na Inglaterra.

Meu conhecimento de coaching certamente me ajudou e ajuda de várias formas nessa jornada. Por isso, além dos clientes de coaching executivo e de vida, muitos expatriados tem me procurado para usar o coaching como ferramenta para facilitar a vida do expatriado.

 

Com base na minha experiência, compartilho algumas dicas para melhorar a vida do expatriado.

 

1. Prepare-se

 

Existem muitos aspectos práticos e pessoais a serem considerados ao tomar a decisão de mudar de país. Uma vez iniciado o processo,  ajuda bastante manter listas de tarefas e estabelecer prioridades de acordo os prazos.  É preciso deixar tudo em ordem no país de origem: despedidas, documentos, finanças, dentista, médico, exames. Providencie tudo do outro lado também: documentação, certificados, vistos,  passagens, moradia, acesso a saúde, e outras peculiaridades do seu novo lar.

 

Lembro-me que em determinado ponto da preparação, tudo era tão intenso que apenas consegui obter sucesso após decidir viver um dia de cada vez. Se não estava na lista de prioridades do dia ou da semana, não era motivo de “pre-ocupação”. Isso foi decisivo para meu equilíbrio. Procure viver cada fase do processo de maneira leve e produtiva possível.

 

Cada experiência é única. Se você passou por isso ou considera a possibilidade, compartilhe seus pensamentos conosco.

 

2. Aproveite a Jornada

 

A realidade do inverno na Inglaterra, com luz das 08h30 até as 16h00, é dura e pode afetar o seu humor e disposição, principalmente se está acostumado a um clima tropical. Uma das formas de combater o desâmino é colocar casaco quentinho, luvas, cachecol e gorro e sair para passear.

 

Dentre as aventuras de uma coach no Reino Unido, destaco o charmoso Café na Cripta no subsolo da Igreja Saint Martin in the Fields localizado na majestosa Trafalgar Square ao lado da National Gallery; a amada Catedral de Saint Paul’s, o British e o Natural History Museums, o Regent Park perto do museu do Sherlock Holmes e, ainda, Stonehenge e as cidades Cambridge e Oxford.

 

Além de turismo, quando passamos de um Airbnb para uma casa, ainda ganhamos espaço para fazer caminhadas. O importante é aproveitar as oportunidades. Claro, tudo vai depender do seu novo lar e de como você encara a mudança. Em alguns casos o turismo não é uma alternativa, mas sempre há o que fazer.

 

Somos únicos e cada experiência é única. Compartilhe suas experiências conosco.

 

3. Adapte-se a Nova Realidade

 

Mesmo tendo visitado a Inglaterra anteriormente, viajado várias vezes para os Estados Unidos e trabalhado em multinacionais, a experiência de viver em outro pais é diferente. Toda a sua rotina é alterada e o que você assume como certo no pais de origem pode ser completamente diferente.

 

Considero ser importante adaptar-se e respeitar a cultura local para melhor integração. Os ingleses são muito educados, gentis e respeitadores. O ritmo das ruas, transporte, comércio apresenta uma aura de gentileza. Escolhi o tópico de dirigir como exemplo porque levamos meses para nos preparar para passar no teste escrito e no prático e conseguir a carta de motorista do Reino Unido.

 

Para quem mora dentro de Londres, o transporte público é suficiente, mas se quer mobilidade fora da cidade dirigir resolve. Pensava que seria difícil me manter dirigindo do outro lado, na verdade, isso é fácil, principalmente quando tem uma carro na frente para seguir. A questão muda de figura nas rotatórias em que você precisa entrar na faixa certa dependendo da sua saída, sinalizar tudo isso e, é claro, dar a preferência para quem vem da direita. Poderia ter falado sobre clima, roupas, alimentação, filas, compras, transporte público, opções de lazer, custo de vida, crédito, saúde, etc.

 

Novamente, cada mudança é única e vou adorar conhecer a sua história.

 

4. Mantenha Contato

 

Para quem me conhece, sabe da minha proximidade com as culturas inglesa e americana, mas quando você fica longe de pessoas queridas, lugares favoritos, comidas favoritas e longe do Sol, a saudade aperta. Costumo dizer que dá saudade de todos e de tudo.

 

Manter contato ajuda muito. Há muitas ferramentas para facilitar a comunicação online que para mim precisa de voz e vídeo. As mídias socias também ajudam muito. Outro ponto é que nem sempre se consegue obter notícias suficientes na mídia local. Como trabalho com clientes no Brasil, Europa e Estados Unidos resolvi essa questão com 3 aplicativos de notícias que confiro pela manhã e à noite. Essas formas de manter contato me fazem muito bem.

 

E você, também gosta de manter contato online quando pessoalmente é inviável?

 

5. Seja Positivo

 

Algumas pessoas podem pensar que pelo fato de você ter mudado para Europa, agora você vive como turista ou até faz parte da realeza. Mais do que isso, alguns podem pensar que você está em outra dimensão, sem saudade, nem dor, nem problemas. Na verdade, o trem se atrasa e fica parado por 1 hora porque todo sistema de sinalização caiu. Você pode ficar mal porque está escuro as 4h da tarde e você não vê nada fora do trem ou, já que ficou sem Internet, resolve praticar meditação com os olhos abertos para ser otimista.

 

Seja positivo, seja otimista. Depois das fases de preparação, mudanças, adaptação e de manter o contato, aproveite as novas oportunidades.

 

Pode ser que seu novo trabalho te traga desafios suficientes para se manter ocupado. Talvez a fase de turista se prolongue. Mas se sair de uma cidade vibrante como São Paulo que funciona 24/7 e mudar para Inglaterra onde as 18h o comércio começa a fechar e às 22h quase não tem ninguém nas ruas, seja criativo.

 

Uma dos meus planos de ação foi me conectar com grupos internacionais. Encontro pessoas com quem tenho pontos em comum, portanto a aproximação é mais rápida. Menciono a ICF International Coach Federation, BNI – Business Network International e Toastmasters – treinamento de comunicação e liderança, entre outros grupos. Você ainda pode se surpreender com grupos de networking e outras atividades sociais locais.

 

Enfim, nada como passear na sua nova cidade e encontrar uma carinha conhecida. Se for alguém de uma cultura mais próxima da brasileira, pode até ganhar um abraço. Em qualquer lugar ou situação, podemos criar mudanças positivas com simples ações:

  • Seja grato por 3 situações todos os dias. Exemplos: luz do Sol, Skype com amiga e aula de Yoga virtual.

  • Mantenha uma agenda e diário para escrever sobre as suas conquistas e aventuras.

  • Pratique qualquer tipo de atividade física: corrida, caminhada, natação, Yoga, exercícios pelo Youtube… 

  • Medite. Existem inúmeras formas de meditar, busque e escolha a sua.

  • Pratique pequenos atos de gentileza como sorrir para um bebezinho que está sorrindo para você no café.

Permita que o seu cérebro trabalhe de forma mais otimista e satisfatória em qualquer lugar do mundo, expatriado ou não. 

 

Compatilhe: Qual é a sua dica para ser feliz?

 

Denise Barbezani é coach certificada em coaching executivo e pessoal e pelo ICI – Integrated Coaching Institute e associada ACC – Associate Certified Coach da ICF – International Coach Federation. Especializada em marketing em MBA pela ESPM, possui experiência de 10 anos em multinacionais de Tecnologia. Fluente em inglês, tem certificação CPE –  Proficiency pela Cambridge University e é bacharel em Letras e formada em tradução pela Universidade Anhembi Morumbi. Fortaleceu suas habilidades de empreendedorismo no curso Empretec, uma metodologia da ONU ministrada pelo Sebrae. Denise coloca sua experiência de mais de 500 horas de coaching a serviço de mais de 50 clientes no Brasil e no mundo através de atendimento online. Como coach, ela ajuda pessoas a definir e alcançar as suas metas profissionais, de vida, e de negócios. Hoje, mora na Inglaterra com sua família.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square

WhatsApp/UK: +44 7733086918

Skype: denise.barbezani

Email: denise@denisebarbezani.com 

 

  • White LinkedIn Icon
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon

Criado por Ynusitado

DENISE

BARBEZANI